Este blog mudou de endereço e agora está em http://tertuliabenfiquista.blogs.sapo.pt.

domingo, maio 27, 2007
Deixa-me ver se percebi...
Leio na imprensa:

"O Benfica quer que as Finanças autorizem o não pagamento de imposto municipal sobre as transmissões onerosas de imóveis (IMT), imposto de selo e emolumentos, no valor de cerca de dez milhões de euros.
A isenção já foi pedida em 2004 e é o mote para que o Benfica avance com a fusão entre a SAD e a Benfica Estádio, uma operação que duplicará o capital social da SAD - resolve a insuficiência de capitais próprios -, sem que para isso seja necessário pedir mais dinheiro aos accionistas.
Pequeno pormenor: Após a fusão, o Benfica ficaria com uma participação directa e indirecta de quase 70% da SAD mais 30% do que tem hoje, o que permitirá no futuro vender essa participação através da bolsa sem perder o controlo da SAD."

Então mas entramos em bolsa no final de uma época desastrosa (3º lugar, zero títulos), em pleno defeso, na pior altura possível para captar investidores...porquê, qual é a pressa? A não ser que haja quem tenha enterrado muito guito em acções e agora precise desesperadamente de realizar capital, ainda que para tal tenha de expôr o clube a uma desvalorização das acções de quase 50% logo ao terceiro dia...
Enquanto a maior parte dos benfiquistas anda distraída com as noticias previsíveis de reforços que aparecem na imprensa e nunca chegam à Luz, dei comigo a tentar perceber as noticias da Economia relacionadas com o nosso clube. Como não sou especialista, li e perguntei-me, de facto...terei percebido bem?

Mais uma:

"Num comunicado dirigido à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários (CGD), a Sport Lisboa e Benfica, SAD convocou os accionistas para uma assembleia geral, que se realizará no próximo dia 26 de Junho. Um dos pontos da ordem de trabalhos diz respeito à deliberação da hipoteca da Quinta da Trindade, no Seixal, a favor da Caixa Geral de Depósitos. O imóvel a hipotecar servirá de “garantia de reembolso de financiamento a conceder por aquela instituição de crédito até ao montante de 16 milhões de euros, bem como dos correspondentes juros remuneratórios e/ou moratórios, comissões, despesas e outros encargos”, segundo é referido no comunicado."

Mas espera aí!
Uma hipoteca sobre os terrenos do Seixal? Mas para pagar o Centro de Estágio??? Não pode ser, porque a direcção do Benfica, quando inaugurou o dito centro de Estágio, proclamou que o naming do Campus à CGD era um negócio fantástico!
Então mas o clube não tem uma saúde financeira do caraças? "Não estamos vendedores mas compradores"? Apesar de termos o passe dos principais jogadores hipotecados a bancos, e de termos vendido o Ricardo Rocha a meio da época, e de andarmos a suplicar que alguém compre o Manuel Fernandes de vez...

Não, não devo ter percebido bem. Alguém que me esclareça, por favor!
 
por P - 12:22 | link |


6 comentário(s):


Data do comentário: 27/05/2007, 16:08:00, Blogger Ry

Muito boas questões, P.

Estou com vontade de ir a essa AG de dia 26...

Ry
Anti-anti-Benfica

 

Data do comentário: 27/05/2007, 16:57:00, Blogger slbcarlitos

Faço minhas as tuas dúvidas, P.
Não percebo nada de Economia e gostava só de saber se este é o rumo certo para o Benfica.
Alguem me ilucide.

By http://whatisthemistique.blogspot.com/

 

Data do comentário: 27/05/2007, 19:19:00, Anonymous ay-a-tola

Acho que está na hora de se questionar o presidente,que se esconde atrás do discurso dos papagaios.parece quase uma ofensa afrontar qualquer ideia do senhor.tem muito para nos explicar.que seja uma assembleia concorrida.

 

Data do comentário: 27/05/2007, 20:42:00, Blogger Pedro F.F.

P, essas questões são pertinentes. Muito mesmo.
Penso que quem nos poderá dar alguma ajuda nas respostas que tu, tal como muitos de nós, procuras é o... Gwaihir.

Sei que ele tem tido pouquíssima disponibilidade, mas pode ser que, entretanto, arranje um tempinho para nos explicar muito deste "economês".
Abraço.

 

Data do comentário: 27/05/2007, 21:20:00, Anonymous Pedro Miguel

Desde que não seja para "vender mais ilusões", cá estaremos para ouvir um esclarecimento sobre este assunto que de facto já começa a levantar muitas questões.

Só espero que vá ao encontro das últimas prosas cantadas como "Há dinheiro para gastar"; "Não temos medo do Mercado"; "Somos um clube comprador"; e por aí fora....

 

Data do comentário: 28/05/2007, 11:18:00, Blogger tma

Bastante pertinentes, as tuas questões.
E já que as levantaste (e já que não percebo uma peva "engenharia financeira"), também eu gostava que alguém ajudasse a esclarecer...